Moto não Pega - Pontos de Verificação

13/08/2018

Acontece! Por vezes a “menina” recusa-se a pegar, lá se foi o sossego… de um momento para o outro começamos a reclamar com a moto, algumas vezes de uma forma bastante acalorada. Antes de pensares pegar-lhe fogo ou teres outras ideias menos bonitas, listamos alguns passos de verificação que te podem ajudar a resolver o problema.

Existem uma série de pontos que poderás averiguar, não sendo garantido que resolvam o problema em 100% das vezes, numa boa parte delas poderás “reavivar” a máquina para seguires viagem:

 

» Ai, que nervos…

 

Não resolvem nada, por muito que queiramos a moto é uma máquina, não tem vontade própria nem responde a manifestações de carinho ou fúria. Em primeiro lugar calma… para poderes verificar e despistar algumas situações simples e que podem resolver o problema.

 

» Bateria

 

As baterias modernas são muito fiáveis, no entanto temos a tendência a esquecer que também possuem limites e um fim de vida. Os sinais de fraqueza da bateria levam a que o motor de arranque rode mais solto e lentamente que o normal, ouvindo-se por vezes um pequeno estalo ao carregar no botão do arranque do motor.

 

Se esta situação suceder existe a opção do arranque por empurrão (não resulta em todas as motos), se ela pegar é esperar que esta carregue a bateria, num percurso que deve ser longo. Mesmo assim uma boa solução será uma noite de recarga, poderá resolver o problema dependendo do estado da bateria.

 

Num caso mais complicado poderás recorrer a um booster ou carregador, existindo modelos diversos (existem carregadores que permitem testar o alternador), alguns mais compactos e pequenos para facilitar o seu uso. Claro está que em alguns casos, só uma bateria nova resolve o problema!

 

» Contacto da Embraiagem

 

Em determinados modelos de motos, a embraiagem faz parte do sistema de segurança de arranque. Quando pressionada activa um contacto que permite accionar motor da arranque da moto, com o tempo estes contactos gastam-se e/ou podem acumular sujidade. Deves ter em atenção que estejam bem limpos.

 

No pior dos casos há sempre um MacGyver em cada um de nós, verifica que os fios estejam em bom estado, se o problema for do contacto gasto podes utilizar um bocado de plástico para pressioná-lo mais a fundo, por vezes um ajuste no curso da manete também ajuda.

 

» Ponto Morto (neutro)

 

A par do anterior, por razões de segurança existem diversos modelos de motos que necessitam de estar em neutro (ponto morto) para que o motor possa arrancar. Verifica se a moto está em ponto morto, também possui um contacto que pode necessitar de alguma manutenção, repete a operação engate/ desengate para ver se não há problema.

 

» Descanso

 

O descanso encerra a trilogia da segurança. Ou seja embraiagem apertada, ponto morto e descanso recolhido (existem motos que não pegam com o descanso aberto, outras que ao engatar a moto o motor desliga-se).

 

Por vezes o descanso pode não estar totalmente recolhido, existe também um contacto que é accionado quando o descanso está fechado, pode ocorrer um mau contacto que podes solucionar com WD-40 e uma limpeza.

 

» Escape Entupido

 

Embora seja muito raro, alguém por desporto ou meramente por irresponsabilidade (exemplo da batata) que tape a saída de escape… ou apenas os miúdos, que neste campo tem uma capacidade especial para testar ideias. Se o escape estiver tapado, os gases do motor não são expelidos, por consequência a moto não pega.

 

» A Seca

 

Sem gasolina… pois é verdade, passando pelo aspecto de calcular mal a autonomia, inclinação da moto com o pouco combustível, torneiras de reserva e avarias nos indicadores de combustível, tudo é possível.

 

No caso de problemas no arranque após verificação dos pontos anteriores, vê se o depósito tem mesmo gasolina e se possível se há passagem da mesma para o motor, se estiver muito baixa inclina a moto para o lado da alimentação para tentar aproveitar os “vapores”.

 

» Fusíveis

 

Se mesmo passados os pontos anteriores a pente fino o problema persiste, verifica se não existe nenhum fusível fundido ou mal encaixado (possível com as vibrações), o mesmo se aplica às fichas e contactos.

 

Existem vários modelos de motos que são mais sensíveis à chuva e humidade, alguma limpeza e manutenção não fazem mal nenhum (o canhão de ignição é muitas vezes esquecido). Se as velas são de fácil acesso, podes verificar se os cachimbos estão bem limpos e encaixados.

 

» Corta Corrente/ Ignição

 

Parece lógico, mas por vezes estamos tão envoltos na problemática que não reparamos no óbvio. Seja por distracção, sem querer ou porque alguém acha piada… não será caso único em que motards mais ou menos experientes andam às voltas até perceber que o problema está ali. A vantagem é que é fácil de resolver.

 

» Rolar

 

Quanto mais as motos (e outros veículos) rolam, melhor rodam. Quando estão paradas por longos períodos de tempo, tendem a não funcionar da mesma forma, sejam novas ou não.

 

Se tal acontecer deves proceder a uma manutenção cuidada (limpeza, spray de conectores, olear correctamente, verificar níveis e pressão de pneus), desta forma quando tiveres a oportunidade podes sair para uma boas curvas!

 

Saudações motard!

Tags:

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

» Tags:
Please reload

Concentrações e Eventos Motard

02/04/2020

1/1
Please reload

» Recentes:
Please reload

© 2017 Infomotard - Braga PT

  • facebook
  • Twitter - White Circle
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now